De Salve jorge a 27 de Setembro de 2007 às 22:39
Bem sabes que o meu mais é todo teu
Que fustigaz minha paz
Meu camafeu
Quando ronrona sedenta em meus ouvidos
Perfuma meus sentidos
Adocica meus lábios
Com seu suor salgado
Pois te devorar é minha arte mais cara
Tens essa textura rara
Que me perco em longo delírio
Beijando-te com o furor
Parar é que é martírio
Suas unhas em meus cabelos
Puxam-me e sobem para as minhas costas
Me enlaças
Me prende no teu ventre
Tal qual serpente
Eu te percorro cada pedaço
Mordo-te o pescoço
Mergulho no abismo
Faço alvoroço
De ser teu moço
Porque gostas
Porque rebolas
Porque prolongas
Porque lhe castigo.. e gostas
Cada centímetro de seu íntimo
E a jornada mais plena de poesia
És essa magia
Que de mim se apossa
E gostas
Porque somos infinitos
Gozos múltiplos e bonitos
Em mim jorras
E eu gosto..
E olhando-te nos olhos digo-te..
Mais?...


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.